«À vista desarmada»

À l’oeil nu

 

      «E há um melhor momento para olhar para a Lua? “O mais interessante vai ser observar [a olho nu], logo que a Lua aparece acima do horizonte [ou seja, logo ao pôr do Sol]”, diz, fazendo referência a um conhecido efeito psicológico que faz com que a Lua nos pareça (ainda) maior quando está mais próxima do horizonte» («Céu oferece uma super-lua cheia em noite de festa de São João», Andrea Cunha Freitas, Público, 22.06.2013, p. 31).

      Será mesmo um efeito psicológico, têm a certeza? Não será antes um efeito óptico? No sítio do Observatório Astronómico de Lisboa (OAL), diz-se mesmo que é um «efeito cerebral». Está bem.


[Texto 3006]

Helder Guégués às 16:25 | favorito
Etiquetas: