O desgraçadíssimo verbo «haver»

Já não se endireita

 

 

      «Finalmente, claro que deveriam ter havido consequências políticas efetivas no caso dos swaps, mas isso é um problema do foro político (onde uma das envolvidas foi promovida a ministra..., e outros voltaram para diretores de empresas públicas, que são cargos de nomeação política ou parapolítica...), ou seja, nada tem a ver com os sistemas de carreiras na função pública como sugere MST» («Jornalismo ou proselitismo? Resposta a Miguel Sousa Tavares», André Freire, Público, 9.07.2013, p. 43).

      Ficamos perplexos: por um lado, o afã em seguir, como que a mostrar interesse na língua (mas demonstra o contrário), o Acordo Ortográfico de 1990, por outro lado, estes erros crassos. Se são amigos ou conhecidos, digam-lhe.

 

[Texto 3067]

Helder Guégués às 08:14 | comentar | favorito
Etiquetas: