Léxico: «ângelus»

Já devia lá estar

 

 

      «O Papa», lê-se na página na Internet da Rádio Renanscença, «falava na oração do Ângelus, que proferiu na residência de Castel Gandolfo. “Está prestes a começar a Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro. Partirei dentro de oito dias, mas muitos jovens vão partir mais cedo para o Brasil”, começou por dizer.»

      Com maiúscula ou com minúscula — Ângelus ou ângelus —, é uma oração da manhã, do meio-dia e da tarde. No Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora não a encontramos.

      «O estafeta voltou ao conde de Linhares com a informação de que Sir Sidney Smith o receberia em sua residência às seis da tarde daquela segunda-feira. Faltava pouco para a hora do ângelus, mas Linhares ainda teve tempo de, a caminho de São Bento, estacionar sua sege ao arco do Telles e bater na porta do Calvoso» (Era no Tempo do Rei, Ruy Castro. Alfragide: Edições Asa, 2008, pp. 137-38).


  [Texto 3087]

Helder Guégués às 09:40 | comentar | favorito