Tradução: «watered silk»

A terceira língua

 

 

      O cúmulo da abdicação, no que respeita à língua e à tradução, é traduzir uma palavra ou uma expressão — watered silk, por hipótese —, não por uma palavra ou expressão portuguesa — ainda no mesmo exemplo, «seda ondeada» —, mas por uma expressão ou palavra de uma terceira língua: «seda moirée». Mas já alguém dirá que não é bem, bem o mesmo, e por isso...

      «Deus concedeu às mulheres de Londres o privilégio duns lindíssimos cabelos, fartos, todos feitos de delicados fios de fina seda ondeada, que, soltos, se adamascam de mordentes reflexos» (Londres Maravilhosa e Outras Páginas Dispersas, Manuel Teixeira-Gomes. Lisboa: Portugália Editora, 1960, p. 21).

 

  [Texto 3269]

Helder Guégués às 19:03 | comentar | favorito
Etiquetas: