Ortografia: «gim-tónico»

Um gim, dois gins

 

 

      Experimente o leitor pesquisar «gin-tónico» no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora em linha. O que julga que aparece? «Sintónico» («sintônico» para os Brasileiros). Ah, sim, «gin» está registado neste dicionário. E até «gim», que remete para aquele. Só no Dicionário Houaiss vejo registado — «gim-tónico». Estivesse no plural e não saberíamos qual o singular em mente.

      «Usa os fatos no corte o mais banal possível, põe a primeira gravata que lhe aparece no caminho, faz os nós mal feitos, anda quase sempre desfraldado, liga pouco à forma física, gosta de conversar pela noite fora com os amigos enquanto bebe gin-tónicos, é desorgarnizado [sic], desarrumado, despreza algumas exigências do jornalismo (entrevistas de carácter pessoal, perfis em família, reportagens para as quais os políticos enviam as suas fotos de infância), prefere tascas a restaurantes ‘finos’. Diz-se adepto do FC Porto» («O que os une e o que os separa», João Pedro Henriques, Diário de Notícias, 20.07.2011, p. 10).

      Uma vez que estou neste capítulo etílico, aproveito para lembrar que o nome do coquetel feito com gim e vermute branco se escreve martíni. Que o comedido Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora também não regista.

 

 

[Texto 335] 

Helder Guégués às 23:15 | comentar | favorito
Etiquetas: