Léxico: «teleconsulta»

Mas sem abusos

 

 

      «O Ministério da Saúde vai usar a telemedicina para dar acesso a consultas e cuidados em zonas com falta de médicos e a doentes que esperavam anos para ter uma resposta. Há dias arrancaram os telerrastreios na dermatologia na zona Norte (Bragança), mas o objetivo é levar as teleconsultas às áreas da cirurgia vascular, oftalmologia e neurologia ainda este ano, abrangendo unidades de todo o País» («Ministério ‘finta’ falta de médicos com telemedicina», Diana Mendes, Diário de Notícias, 22.10.2013, p. 12).

      É fácil: pega-se no elemento tele- e lá vai disto. Se «telemedicina» já faz parte do nosso léxico há anos, não me parece mal que se lhe junte «teleconsulta». O resto pode ser excessivo.

 

  [Texto 3419] 

Helder Guégués às 10:41 | favorito
Etiquetas: