Auto-retrato de Chateaubriand

Ainda para lá dos Pirenéus

 

 

      «Propre à tout pour les autres; bon à rien pour moi: me voilà.» Não é um enigma, é antes o auto-retrato de Chateaubriand. Parece uma frase muito simples, compreensível. Será igualmente fácil de traduzir? É o desafio que lanço aos bons leitores do Linguagista.

 

  [Texto 3571]

Helder Guégués às 20:38 | favorito
Etiquetas: