«Que me impus»

Menos caracteres

 

 

      «O jejum que se autoimpôs», perguntou Bernardo Mariano a Pedro Burmester, «foi ab initio pensado para durar enquanto durassem as funções de Rui Rio à frente da Câmara?» («“A gestão de Rui Rio primou pela ausência de uma política cultural”», Diário de Notícias, 29.11.2013, p. 56).

      Se soubesse e quisesse, gastava menos caracteres: «Passava da meia-noite quando cheguei a casa um pouco enervada com a disciplina sobre-humana que me impus para não dizer coisas inconvenientes – estavam a merecê-las, eu é que ando sem pachorra e perdi toda a gracinha» (Domínio Público, Paulo Castilho. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 2011, p. 142).

 

  [Texto 3604]

Helder Guégués às 09:32 | favorito
Etiquetas: