Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

«Em talheres de prata»?

Outra preposição

 

 

      «As carruagens-restaurante destes comboios internacionais eram as únicas que ainda circulavam em carris portugueses, desaparecendo assim uma tradição que remonta aos primórdios do caminho-de-ferro. Quando o Sud Expresso foi inaugurado, em 1887, as refeições eram servidas em talheres de prata e os passageiros — uma aristocracia endinheirada que viajava em luxuosas carruagens-cama — elogiavam a qualidade dos vinhos e da comida» («Sud Expresso e Lusitânia perdem hoje as suas carruagem-restaurante», Carlos Cipriano, Público, 1.12.2013, p. 18).

   Refeições servidas «em talheres de prata»? «A casa de bonecas tem as portadas abertas, mesinhas, cadeiras e camas rigorosamente arrumadas, o jantar servido com talheres e pratas que desaparecem entre dedos de adulto, ninguém à mesa» (Casas Pardas, Maria Velho da Costa. Lisboa: Moraes Editora, 1977, p. 179).

 

  [Texto 3612] 

Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.