Sobre «vicunha»

Como o sisal

 

 

   «A Loro Piana, sediada no Piemonte, em Itália, era a maior manufatureira de caxemira e vicunha, fibra natural rara e oito a dez vezes mais cara do que a caxemira» («O empresário italiano que dedicou a vida à caxemira», Diário de Notícias, 23.12.2013, p. 43).

      Dito assim, dá, parece-me, uma ideia errada. A vicunha é o nome que se dá ao mamífero ruminante que vive nos Andes e ao tecido fabricado com a lã fornecida por esse mamífero. O parágrafo seguinte traz a luz: «O negócio foi criando, ao longo dos anos, a sua própria cadeia de fornecimento[,] tendo os irmãos comprado inclusivamente uma reserva natural no Peru, nas montanhas, onde protegem as vicunhas, uma espécie de camelo em perigo de extinção e responsável por uma das mais raras lãs do mercado têxtil mundial.»

 

  [Texto 3716]

Helder Guégués às 08:49 | favorito
Etiquetas: