Tradução: «cornichons»

Intraduzível, hein?

 

 

   «Houve mais clientela do que de costume, caras novas, mulheres fumando, trincando pepinos de conserva, bebendo copinhos de vodka às escondidas, e conversando com aquela voz pastosa e musical que o encantava nas russas» (Uma Aventura Inquietante, José Rodrigues Miguéis. Lisboa: Editorial Estampa, 1981, p. 117).

  Numa tradução, contudo, deixaram cornichons, mas escusadamente, pois são simples pepinos pequenos de conserva. Ainda me parece mais simples do que o lemon curd.

 

  [Texto 3824]

Helder Guégués às 17:04 | favorito
Etiquetas: