«Reunir-se», mais uma vez

A eles, não a nós

 

 

    «São volvidos dois anos. Reunimo-nos de novo, pela primeira vez depois dos acontecimentos que relembro, nós os homens do governo, vós os representantes da força pública» (Discursos, volume primeiro, 1928-1934, Oliveira Salazar. Coimbra: Coimbra Editora, 1961, 5.ª ed., p. 46).

   Nada de especial, dizem? Vão lá dizer isso a milhares de escrevinhadores, de escritores e tradutores a catedráticos, passando por jornalistas.

 

  [Texto 3848]

Helder Guégués às 22:35 | favorito
Etiquetas: