«Além de»

Clímax

 

 

    «Por mim, toda a gente sabe que, além de ser útil à minha Pátria, nada pretendo e nada quero — nem honrarias, nem satisfação de vaidades, nem sequer agradecimentos, que aliás da parte dos povos vêm sequer tarde para os que governam» (Discursos, volume primeiro, 1928-1934, Oliveira Salazar. Coimbra: Coimbra Editora, 1961, 5.ª ed., p. 66).

    Nada de especial, foda-se!? Mas não são milhares de vós, professores, escritores, tradutores, revisores, que lhe juntais um «para» completamente desnecessário? Então?

 

  [Texto 3850]

Helder Guégués às 23:02 | favorito
Etiquetas: