26
Mai 20

Plural: «transístor»

O mesmo para este

 

      «Elvira Fortunato diz que ainda tem um longo caminho a percorrer antes de poder pensar em ganhar o mais cobiçado prémio científico, pelo seu trabalho na criação de transístores de última geração» («Possível Nobel da Física portuguesa diz que prémio é “uma miragem”», Pedro Mesquita e Filipe d’Avillez, Rádio Renascença, 20.05.2020, 22h52).

      Porto Editora, apetecia-me algo. Apetecia-me que no verbete transístor se indicasse o plural. Como deves compreender, não é para qualquer falante acertar neste plural.

 

[Texto 13 426]

Helder Guégués às 08:45 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Plural: «pólen»

Atchim, santinho

 

      «Depois de muita chuva e do confinamento obrigatório, a primavera segue com níveis elevados de concentração de pólenes. Preocupados, investigadores da Universidade de Évora, em parceria com outras instituições, criaram o “Pólen Alert”» («“Atchim, santinho”. Alérgicos ao pólen com plataforma de informação polínica», Rosário Silva, Rádio Renascença, 22.05.2020, 20h33).

      Porto Editora, apetecia-me algo. Apetecia-me que no verbete pólen se indicasse o plural. Como deves compreender, não é para qualquer falante acertar neste plural.

 

[Texto 13 425]

Helder Guégués às 08:30 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,
02
Mai 20

Duplo plural de «hortelão»

Seria o trabalho completo

 

      «Não é a primeira vez que a comunidade de hortelões das Hortas Urbanas de Setúbal promove uma iniciativa desta natureza. No último Natal, todos juntos, realizaram uma campanha que terminou com a entrega, aos mais necessitados, de mais de 40 quilos de bens hortícolas» («Hortelões de Setúbal lançam campanha solidária», Rosário Silva, Rádio Renascença, 29.04.2020, 14h11).

      Agradecemos, como não, que o dicionário da Porto Editora registe no verbete hortelão o seu feminino, «horteloa», mas ainda agradeceríamos mais se registasse o duplo plural, «hortelãos / hortelões».

 

[Texto 13 265]

Helder Guégués às 08:00 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,
29
Abr 20

O plural — uma dificuldade portuguesa

Basta pensar

 

      «Todos sabem que há seis milhões de fiéis bahá’i no mundo — três mil dos quais em Portugal — e que o atleta olímpico Nelson Évora é um deles» («Liberdade religiosa e o bom senso católico», Bárbara Reis, Público, 17.04.2020, p. 24). Não, não, Bárbara Reis. Antes assim (mas falta o acento): «Para os baha’is, a verdade religiosa não é absoluta, mas relativa, a revelação divina se realiza de maneira contínua e progressiva» (Crenças, Seitas e Símbolos Religiosos, Humberto Porto. Lisboa: Edições Paulinas, 1983, p. 61).

      Bárbara Reis, também escreve «milhões de fiéis cristão»? Ora aí tem. Não tem de quê.

 

[Texto 13 250]

Helder Guégués às 10:00 | comentar | favorito
Etiquetas: ,
08
Abr 20

Os Kennedys

Difícil?

 

      Veja como se escreve, Rui Pedro Pereira, do Jornal de Notícias, aprenda: «A família Kennedy, uma dinastia americana e uma das mais poderosas do mundo, se reencontrou mais uma vez com a tragédia que tem marcado sua história. A família anunciou que a busca sem sucesso por Maeve Kennedy Townsend McKean, de 40 anos, e seu filho Gideon, de 8, transformou-se em uma missão para recuperar os corpos. Os dois não retornaram na última quinta-feira depois de um passeio de canoa na Baía de Chesapeake, região de Washington» («Os Kennedys lidam com nova tragédia», O Estado de S. Paulo, 6.04.2020, p. A6).

 

[Texto 13 115]

Helder Guégués às 09:45 | comentar | favorito
Etiquetas: ,
07
Fev 20

Plural dos apelidos, mais uma vez

É bom ir relembrando a questão

 

      Muito bem. Afinal, isto é 1 + 1: «Como a Lusa noticiou na altura, um dos detidos pelo departamento de luta contra a criminalidade económica e fiscal (UDEF) foi Alejo Morodo, filho do ex-embaixador [Raul Morodo]. [...] Nos relatórios ao juiz Santiago Pedraz da Audiência Nacional, a UDEF “indica que estes pagamentos poderiam ter sido realizados pelo facto de tanto os Morodos como o socialista Vitorino terem mediado a conclusão de um negócio, pelo qual a empresa portuguesa Galp se comprometia a construir quatro parques eólicos na Venezuela e a comprar petróleo bruto da petroleira PDVSA”» («“Acusações são totalmente infundadas.” António Vitorino avança para tribunal», TSF, 6.02.2020, 18h27).

      Até da minha cabeça — que não, jamais, da minha prática — esta questão tem andado arredada, mas não convém esquecê-la durante tanto tempo: afinal, a taxa de renovação dos leitores deste blogue mostra bem que é necessário repisar estas questões tão básicas, mas tão fundamentais.

 

[Texto 12 788]

Helder Guégués às 09:15 | comentar | favorito
Etiquetas: ,
04
Fev 20

Plural: «guardião»

Será útil

 

      «Mas havia expressões ridículas, desactualizadas, que atravessavam séculos, como guardiães de princípios que não significavam nada. Primum non Nocere» (O Vento Assobiando nas Gruas, Lídia Jorge. Alfragide: Publicações Dom Quixote, 2.ª ed., 2012, p. 359).

      Vá lá, Porto Editora, sê boazinha e indica os plurais de guardiãoguardiães e guardiões. Eu não recomendo este último, mas Vasco Botelho de Amaral não o rejeita.

 

[Texto 12 761]

Helder Guégués às 08:45 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,
17
Dez 19

E o plural de «curriculum» é...

Também não vejo desculpa

 

      «“Tinha a expectativa de que — quando aceitei o seu convite que muito me honrou — ao escolher uma direção de enorme valia profissional, diversa nos curriculuns, nas experiências e no género, formada por jornalistas com provas dadas da sua competência e rigor, de poder contribuir para prestigiar o serviço público de televisão e todos os que nele trabalham”, acrescentou Flor Pedroso, que termina agradecendo ao presidente da RTP, Gonçalo Reis, “pela forma sempre leal e frontal” com que foram “ultrapassando os problemas que iam surgindo”» («“Insinuações, mentiras e calúnias.” A carta de demissão de Maria Flor Pedroso», TSF, 16.12.2019, 14h31).

      Há-de ser para rimar com «puns». Não, Maria Flor Pedroso, o plural de curriculum não é «curriculuns». Não se devia dar à maçada de inventar o que já foi inventado: ou opta pelo plural latino, curricula, ou pelo plural português, currículos.

 

[Texto 12 489]

Helder Guégués às 09:45 | comentar | favorito
Etiquetas: ,