Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

«A cargo de»

A locução é outra

 

 

      «Hernâni Moutinho, o advogado que ainda hoje partilha o escritório com a nova bastonária da Ordem dos Advogados (OA), em Mirandela, afirma na sua defesa apresentada num processo disciplinar que também envolve Elina Fraga, que os dois acabaram com a sociedade em Janeiro de 2010. Admite, contudo, que podem ter ficado por cumprir algumas formalidades exigidas para a dissolução da mesma que, nota, ficaram a encargo da actual bastonária» («Colega de escritório de bastonária nega conflito de interesses em processo», Mariana Oliveira, Público, 10.03.2014, p. 10).

      A locução prepositiva é a cargo de, que significa à responsabilidade de, por conta de. Há outra, com significado diferente, que é por encargo de.

      «Hernâni Moutinho garante que a acta de dissolução foi feita logo em 2010, mas admite que a mesma não tenha sido entregue na ordem, como a legislação exige. “Como estava muitas vezes em Lisboa, a dr.ª Elina ficou de entregar a acta na ordem”, afirma o advogado de Mirandela.» Assim, a actual bastonária ficou com esse encargo; entregar a acta ficou a seu cargo.

 

[Texto 4203]

2 comentários

Comentar post