Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

A língua nos últimos dias

Resistir ou deixar andar?

 

      «Enquanto foi possível obter acôrdo entre os principais dirigentes, não se tornava difícil resolver os casos litigiosos, os imprevistos, as omissões do Alcorão e da Suna» (Árabes e Muçulmanos. Greis Sarracenas e o Islão Contemporâneo, quinto livro, Eduardo Dias. Lisboa: Livraria Clássica Editora, 1940, p. 7).   

      Agora, os linguistas instantâneos afirmam, categóricos, que «líder» é o termo genérico, nem vale a pena resistir. É a evolução. Nas traduções e nos jornais, mete nojo: é «líder», «liderança» e «liderar» a torto e a direito. Oponho-me quanto posso, mas são muitos e eu sou só um.

 

[Texto 9995]

3 comentários

Comentar post