A maldição do «colocar»

Não saímos desta

 

      «Toda esta discussão em volta dos acontecimentos recentes e a ligação feita aos movimentos migratórios devem assustar-nos e colocar-nos alerta para os que irão utilizar estes massacres como argumento das suas ideias de xenofobia e intolerância» («Paris, e agora?», Manuela Niza Ribeiro, Público, 6.12.2015, p. 48).

   Pois não, não é jornalista, mas sim professora universitária e presidente do Sinsef, Sindicato dos Funcionários do SEF, o que prova que a maldição é mais universal do que se pode crer. Quem é que, com um conhecimento menos que perfunctório da língua, escreve assim? No caso, «colocar» não usurpou o lugar de direito do verbo «pôr»: podia simplesmente escrever-se «devem assustar-nos e alertar-nos». Nada mais.

 

[Texto 6456]

Helder Guégués às 08:59 | comentar | favorito
Etiquetas: ,