Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Linguagista

A moral/o moral

E fez bem

 

      «Sobre o encontro propriamente dito, Soares usou a palavra “emoção” para o descrever: “Ficou emocionado por eu estar [a visitá-lo] e eu fiquei emocionado por vê-lo.” O ex-Presidente disse que falaram “sobre tudo”, comentando que está “muito bem” e com “um moral fantástico”» («“As imputações que me são dirigidas são absurdas e injustas”», Paulo Pena, Público, 27.11.2014, p. 3).

    Aqui, sem figuras de estilo, já andou bem: todos ouvimos Mário Soares dizer que José Sócrates estava com «uma moral fantástica». Muito bem: o jornalista fez o que tinha de fazer — corrigiu. Em relação aos disparates não há direitos de autor.

 

[Texto 5301]