A nobre tarefa de cortar

Sem medo

 

      Quando a edição de ontem do programa Página 2, da RTP2, estiver disponível, aproveitem para ficar a saber o que Alice Vieira disse a João Fernando Ramos sobre o seu processo de escrita. Reescrita, corte, muito corte. É a melhor parte da escrita — cortar ✂. Pena é que certos escribas apressados — autores, jornalistas, tradutores... — ignorem este prazer, sobrecarregando-nos injustamente. E disse mais Alice Vieira: no fim, relê sempre em voz alta, porque tem de soar bem. Outra precaução elementar muito esquecida.

 

[Texto 7150]

Helder Guégués às 23:00 | favorito
Etiquetas: ,