Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Abusar da gramática

Pois evolui — e também se corrompe

 

      «Sim, a velhinha abusada foi a rainha Isabel II e o grandalhão grosseiro foi o presidente Donald Trump. No entanto, não deveríamos deixar que as nossas opiniões políticas toldassem o nosso aviso. Eu, por exemplo, republicano dos quatro costados, não me deixei levar pela minha natural antipatia pelas rainhas. Distanciei-me das minhas convicções profundas e de toda a cena concluí ter-se passado o que se segue, sem tomar partido» («A velhinha abusada e o grandalhão grosseiro», Ferreira Fernandes, Diário de Notícias, 15.07.2018, 7h00).

      Cá estamos nós em pleno pântano das áreas críticas da língua portuguesa, a construção passiva de verbos que não são transitivos directos — e não havia necessidade.

 

[Texto 9630]

Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.