«Acabar com»

Arreda!

 

 

      «Perante os resultados dos exames nacionais de Matemática do 4.º e do 6. º ano, com resultados piores do que no ano passado, a Associação de Professores de Matemática volta a pedir que se acabem de uma vez por todas com eles, como sublinha Lurdes Figueiral, a presidente da associação de professores» (Alexandre David, noticiário das 5 da tarde, Antena 1, 13.06.2014).

    «Perante os resultados... com resultados»?! Não é o pior na frase: aquele «se acabem de uma vez por todas com eles» é muito, mas muito pior. É exactamente como tratar-se de: sempre no singular. Os verbos transitivos indirectos, como é o caso, requerem um complemento regido de preposição, no caso em apreço, com. Basta estar lá o complemento ou substantivo com a partícula se acompanhada de uma preposição para sabermos que fica no singular. Trata-se de uma ninharia que todos deviam conhecer. Trata-se de ninharias que todos deviam conhecer. Ao divulgar estes conhecimentos, acaba-se com a ignorância. Ao divulgar estes conhecimentos, acaba-se com estes disparates, inconcebíveis num jornalista. Era bom, era. Mais depressa acaba o mundo.

 

[Texto 4712]

 

Helder Guégués às 21:46 | favorito
Etiquetas: ,