Adjectivos próprios? Em inglês

Minúscula, byroniano

 

      «É possível que Poe estivesse realmente a desempenhar um papel, assumindo um lado Byronesco no que toca às suas admiradoras, embora estivesse ao mesmo tempo desesperado e desequilibrado» (Poe, Uma Vida Abreviada, Peter Ackroyd. Tradução de Alberto Simões e revisão de Idalina Morgado. Parede: Edições Saída de Emergência, 2009, p. 123).

      Só espanta que nem tradutor nem revisora saibam que a maiúscula é de regra em inglês, porque o adjectivo deriva de um nome próprio, mas não é essa a regra em português. Bastava consultarem um qualquer dicionário para o comprovar. Byron era grande, mas não vamos mudar, em sua homenagem, a gramática da língua portuguesa. Nós não temos adjectivos próprios.

 

[Texto 9948]

Helder Guégués às 17:47 | comentar | favorito | partilhar
Etiquetas: ,