Ainda à volta do adjectivo derivado de «clímax»

Apanhados do clima

 

      Abram o Diccionario de Dudas A-H, de Antonio Fernández Fernández, na página 152: «climácico, ca No debe confundirse este adjetivo, que significa ‘del clímax’, con climático/a (del ‘clima’)». Infelizmente, cá confunde-se tudo e mais alguma coisa. Se o termo derivado se formou já na nossa língua, não tinha de ser «climático» nem «climáctico». Seria, isso sim, climácico ou climáxico. Continuo a ter a mesmíssima opinião. Condenável, a meu ver, é admitir, como fazem muitos dicionaristas, tudo e mais alguma coisa. Em questões decisivas, não servem de farol, não se querem comprometer. Ferve-me o sangue nas veias ao ver estas atitudes.

      O dicionário da Porto Editora regista, relativo a clímax, somente «climáctico» — mas não acolhe «anticlimáctico». Isto, que será apenas um lapso, já é mau, mas faz pior: em «climático», não há nenhuma acepção referente a clímax. Contudo, «anticlimático» só regista acepções relativas ao anticlímax ou em que não há clímax. Alguém nos salva disto? Alguém quer saber disto? Alguém tem mão nisto? É simplesmente descoroçoante. Acho que me vou dedicar a qualquer outra actividade.

 

[Texto 11 699]

Helder Guégués às 18:40 | favorito