Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Linguagista

Ainda era «leader»

Desde então, sempre a descambar

 

 

   «Marcelo Caetano, decididamente, não tinha mostrado a habilidade política de Salazar: a sua manifesta incapacidade para se tornar um leader político, peses embora aos esforços no sentido de impor o seu rosto e o seu sorriso, a incapacidade manifestada para asegurar a chefia do poder e lhe dar “um sentido”, mesmo a incapacidade para fazer frente a situações por ele mesmo criadas […]» (Do Estado Novo à Segunda República: Crónica Política de um Tempo Português, José António Saraiva. Amadora: Livraria Bertrand, 1974, p. 19).

 

[Texto 4933]