Ainda sobre «precaridade»

«Malogrei»!?

 

 

   Sobre «precariedade/precaridade», hoje há mais um episódio, pois o director-geral do Tribunal de Contas, em ofício ao provedor do leitor do Público, veio estranhar a «simplicidade do comentário». Por isso, novo «Comentário do provedor: Já escrevi ao director-geral do Tribunal de Contas, conselheiro José F. F. Tavares, a penitenciar-me da “estranha simplicidade” do meu comentário. Baseado nas fontes por mim adoptadas (Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea, da Academia das Ciências de Lisboa, no S.O.S. — Língua Portuguesa, da autoria de Sandra Duarte Tavares e Sara de Almeida Leite) malogrei na convicção de que a forma correcta era “precariedade”. Afinal, as duas formas são admitidas. Errando se aprende. Sinceramente, não pretendi ironizar com o Tribunal de Contas.»

 

[Texto 4976]

Helder Guégués às 10:58 | favorito
Etiquetas: