«Ameaças de bomba aterram cinco aviões»

Vamos evitar isto

 

      «Ameaças de bomba aterram cinco aviões» (Rádio Renascença, 16.08.2018, 23h54). Coitados dos aviões, desde o 11 de Setembro vivem aterrados com estes casos. Vão, inevitavelmente, precisar de tratamento psicológico. Esta construção frásica é semelhante — mas muito pior — a outras que já aqui tenho trazido, como «bando explode ATM» e quejandas. Se não antepusermos o verbo «fazer» ao verbo principal, a frase fica um tudo-nada estranha, quando não errada. Não façam isto.

 

[Texto 9802]

Helder Guégués às 09:59 | favorito
Etiquetas: ,