Amores e desamores. Porque sim

À papo-seco

 

 

      E não apenas: também detesto a grafia «xixi». Como detesto ver, numa tradução do francês, uma personagem ter sucessivos coups de foudre. Só quando é desgraça imprevista, como na fábula do urso e dos dois companheiros (ou camaradas, como traduziu Francisco Manuel do Nascimento), vertem para «raio». Também, era o que faltava. «Trouvent l’Ours, qui s’avance, et vient vers eux au trot./Voilà mes gens frappés comme d’un coup de foudre.»

 

[Texto 4436]

Helder Guégués às 21:27 | comentar | favorito
Etiquetas: ,