«Andar ao tio ao tio»

Um pouco esquecida

 

      Há quanto tempo não ouvia nem lia esta expressão... Anda aí em livros: «O Costa ourives tem carro, tem vivenda e não tem de andar ao tio ao tio para comprar semente» (Sua Excelência, Luís de Sttau Monteiro. Lisboa: Edições Ática, 1971, p. 26). Não anda é em dicionários. Pelo menos o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora não a regista, o que é uma boa forma de entrar no esquecimento.

 

[Texto 5514]

Helder Guégués às 21:39 | favorito