«Ao abrigo de», mais uma vez

Esta entranhou-se

 

   «Depois da crise alimentar de 2007-08 e ao abrigo do Plano de Transformação e Crescimento, o Governo etíope, etc.» Leio num Boletim da Sociedade de Língua Portuguesa de 1965: «Evite-se a locução ao abrigo de (adaptação servil do fr. à l’abri de) e, em seu lugar, empregue-se graças a, por meio de.» Não tenho a certeza que se possa sempre substituir por uma dessas maneiras. E os dicionários também não ajudam. Vejam o que se lê no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora: «ao abrigo de sob a protecção de». Em sentido próprio ou em sentido figurado, significa «a salvo de», «protegido de». Talvez a solução se encontre, paradoxalmente, na própria língua francesa... que não usa a expressão no sentido que é mais comum entre nós, dizendo-se antes selon la loi, selon les dispositions de la loi. Agora sim, é só traduzir à letra ou adaptar.

 

[Texto 5356]

Helder Guégués às 09:59 | favorito
Etiquetas: ,