As interjeições pluralizam?

É igual

 

      «No passado dia 10, Violeta Bulc venceu outro desafio. O governo de Liubliana tem de escolher nova candidata para comissária europeia, depois do chumbo da anterior. E Cerar não hesita: Bulc é a opção. Mas esta escolha não foi pacífica. Colocada a votação no Executivo, sete ministros votaram contra, alegando que ela está há muito pouco tempo na política, seis votaram a favor e dois abstiveram-se. O primeiro-ministro resolveu as coisas a seu modo: contou as duas abstenções como dois sins e Bulc fez as malas para rumar a Bruxelas» («A comissária europeia que caminha sobre o fogo», Lumena Raposo, Diário de Notícias, 15.10.2014, p. 48).

      Qualquer palavra, seja qual for a classe gramatical a que pertença, pode ser substantivada. Assim, os modernos dicionários já a registam também como substantivo. Será diferente com as interjeições? Um exemplo, entre dezenas que podia encontrar: «Entre ahs, ohs, hums, e outras manifestações de algum espanto, ela ali estava, sobressaindo entre todas as demais» (Memórias de Um Espermatozóide Irrequieto, Maria Guinot. Lisboa: Âncora Editora, 2004, p. 123). Parece que, embora se possa flectir em número, não sofre nenhuma alteração de sentido — mas justificará isso que «hum» pluralize em «hums» e não em «huns»?

 

[Texto 5154]

Helder Guégués às 14:01 | comentar | favorito
Etiquetas: