As recensões nas nossas publicações

Más práticas

 

      «Um dos grandes lançamentos em Portugal do primeiro semestre de 2015 é sem dúvida Tudo o Que Conta, primeiro livro publicado no nosso país do escritor americano James Salter, que no próximo 10 de Junho faz 90 anos» («Demorou 90 anos a chegar», Marco Alves, «GPS»/Sábado, 28.05.2015, p. 26). E por aí fora, um quarto de página e nem uma palavra para informar o leitor de quem é o tradutor. É como se os livros se traduzissem por si mesmos. Na ficha por baixo da imagem da capa, o título, o autor, a editora, o número de páginas e o preço — nada mais. Ora, nesta ficha tinha de estar, até para evitar esquecimentos do recenseador, o nome do tradutor, há espaço para isso e, sobretudo, interesse do leitor. No caso, o tradutor foi Francisco Agarez, o que é garantia de qualidade. E também deviam indicar que há versão digital do livro. Podem ver um excerto da tradução aqui.

 

[Texto 5921]

Helder Guégués às 08:42 | comentar | favorito