Avatar

E para brincar

 

  «Marcos Ferreira, de 18 anos, está a preparar um tellagami, apresentação animada com um avatar que reconhecerá e falará com a sua voz, sobre o que é um LED» («Nesta sala, os professores não têm secretária e os conteúdos são problemas para resolver», Sara Dias Oliveira, Público, 3.05.2016, p. 10).

    Tem, realmente, muitas potencialidades esta aplicação (não digam nem escrevam app, se faz favor), a Tellagami, sobretudo no ensino. Mas garanto-lhe, Sara Dias Oliveira, que avatar não tem de estar grafado em itálico.

 

[Texto 6786]

Helder Guégués às 23:13 | comentar | favorito
Etiquetas: ,