Caça com pau

Só à paulada

 

       «“Os projetos de lei contemplam um conjunto de argumentos e justificações que revelam profundo desconhecimento da realidade do mundo rural. O que a legislação diz é caça com pau, não caça à paulada. Por um homem usar chapéu não dá uma chapelada”, afirmou o socialista Pedro do Carmo, justificando que aquelas espécies [raposa e saca-rabos] não têm predadores, logo a sua população pode ficar sem controlo sem a caça, além de serem portadoras de algumas doenças graves» («Proibir a caça à raposa? PSD, PS, CDS-PP e PCP estão contra», TSF, 3.10.2018, 15h23).

       Talvez tenhamos de pedir aos lexicógrafos que levem isto para os dicionários. Então os camaradas do BE, do PEV e do PAN não sabem isto? Realmente... O Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora já regista a expressão caçar a corricão, que é aquela em que se faz levantar a caça por meio de cães. É apenas nesta e na caça de salto que, segundo a lei, se pode usar o pau.

 

[Texto 10 045]

Helder Guégués às 20:25 | comentar | favorito
Etiquetas: ,