Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

«Canhão/canyon»

Grande ajuda

 

 

      Ainda a entrevista ao Prof. Mário Ruivo. Ouçamo-lo: «[…] permitia digamos uma visão do oceano que progressivamente deixava de ser um mundo exterior além da costa e que a gente via, ou que andava a pé a apanhar bichinhos, ou nas traineiras, para de repente começar a perceber que havia canyons submarinos ao longo da costa, isto é, canhões, como o nosso da Nazaré...» Jorge Afonso, sempre solícito, interrompe para ajudar: «Canyons, no fundo. Canhões de canyons.» Nunca ficam afónicos nestes momentos.

 

[Texto 4319]

2 comentários

Comentar post