Chevardnadze, Shevardnadze

Ao sabor do acaso

 

 

      «[Eduard Chevardnadze (1928-2014)] Aderiu ao Partido Comunista da Geórgia aos 20 anos, dirigiu esta república na era soviética e, mais tarde, no pós-URSS. Ministro dos Negócios Estrangeiros de Gorbachev, negociou o fim da Guerra Fria» («O último chefe da diplomacia da União Soviética», A. C. M., Diário de Notícias, 8.07.2014, p. 37).

      Se tivesse tempo e estivesse perto de uma hemeroteca, ia ver como se escrevia o nome na imprensa portuguesa, nos anos 80 e 90. Seria quase sempre Shevardnadze, aposto. A falta de uniformidade na transliteração de nomes de alfabetos não latinos não é de agora. E temos ali também Gorbachev. Ou será Gorbatchev? Gorbatchov? Gorbachov?

 

 [Texto 4811]

Helder Guégués às 09:35 | comentar | favorito
Etiquetas: