Cláusula Molière

A língua dos andaimes

 

      Em algumas regiões e municípios franceses, entrou agora em vigor a cláusula Molière, uma medida que impõe a utilização da língua francesa nos estaleiros de obras públicas ou a contratação de um tradutor, o que é apresentado como uma medida de segurança. Pela sua hipocrisia, veio dizer o primeiro-ministro francês, devia antes chamar-se cláusula Tartufo, mas é o máximo que pode fazer, pois o Governo não pode impedir a aplicação de normas regionais, a não ser que sejam declaradas inconstitucionais. Veremos o que faz a União Europeia. Seja como for, todos estão de acordo em que os trabalhadores têm, pelo menos, de entender termos técnicos em uso neste sector. E entendê-los-ão?

 

[Texto 7594]

Helder Guégués às 19:26 | comentar | favorito
Etiquetas: