Como se escreve nos jornais

Os dias e o jornalismo do fim

 

      Ah, como é delicado e compassivo o pessoal do Correio da Manhã, meu Deus! Mais uma vítima mortal de um acidente na estrada, com direito a fotografia do morto e dos veículos envolvidos. Na legenda, isto: «Carro onde seguia a vítima mortal enfaixou-se na traseira do camião do lixo». Não tem muito que pensar, não é? Estrada, faixa de rodagem... «Regressei de Tete ao fim da tarde. Prostrado. Ainda por cima, na Avenida do Aeroporto, um carro vindo da esquerda enfeixou-se no meu» (Os Dias do Fim, Ricardo de Saavedra. Lisboa: Casa das Letras, 3.ª ed., 2014, p. 149).

 

[Texto 8091]

Helder Guégués às 18:31 | favorito
Etiquetas: ,