Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Linguagista

Como se escreve nos jornais

Não é uma casualidade

 

      «Somam-se, também, várias discussões com jornalistas no Twitter, com o empresário a criticar a imprensa por se focar nas casualidades dos acidentes com carros da Tesla» («O castelo de cartas de Elon Musk está a cair», Karla Pequenino, Público, 22.07.2018, p. 13).

      Não é a nossa eventualidade ou acaso — é o inglês casualty, vítimas (feridos ou mortos) mal traduzido. Como é que um erro tão grosseiro e infantil surge num jornal? Há erros e erros e, para mim, deste calibre, num jornal ou num livro, só significa que os editores se fiam na Virgem e nos desprezam, a nós, leitores que pagam.

 

[Texto 9688]