Como se escreve por aí

Indigência fraseológica

 

      «Com orgulho, Vasco Morgado conta que em 2014, naquele que foi o seu ano de estreia, aquela que se apresenta como “a primeira praia urbana de Lisboa” foi destino de “excursões de Montemor, do Porto e de Castelo Branco”» («Na praia urbana do Torel, em Lisboa, a época balnear abre sexta-feira», Inês Boaventura, Público, 28.07.2015, p. 14).

     «Naquele que foi», «aquela que se apresenta»... O jornalismo hodierno em toda a sua indigência fraseológica.

 

[Texto 6092]

Helder Guégués às 08:20 | comentar | favorito
Etiquetas: ,