Como se escreve por aí

De fugir

 

      «Foi com uma saída tempestiva que Donald Trump terminou esta segunda-feira o briefing diário na Casa Branca. Depois de discutir com duas jornalistas, o presidente norte-americano acabou por abandonar a conferência de imprensa sem responder às últimas perguntas» («Trump abandona briefing diário depois de discutir com jornalistas», Ana Kotowicz, Observador, 12.05.2020, 7h52).

      Tempestiva, essa saída, do ponto de vista do próprio Trump, não, Ana Kotowicz? «A minha saída foi tempestiva, oportuna... Ah, os ordinários dos jornalistas!» Não: a jornalista devia ter escrito «intempestiva», isto é, súbita, repentina. A meu ver, certos jornalistas deviam confiar um pouco menos naquilo que julgam saber e comprovar mais o que escrevem e como o escrevem. ↓ ↓ ↓ ↓

 

[Texto 13 327]

Helder Guégués às 16:06 | favorito
Etiquetas: ,