«Contingentação»

Impropriamente

 

      «Contingentação: Os taxistas defendem a contingentação, um palavrão que pretende limitar os carros que circulam nas cidades. O Governo é inflexível: não será imposto um limite, que considera inconstitucional» («Oito dias para chegar a um consenso», Sónia Sapage, Público, 12.10.2016, p. 9).

      É uma maneira de dizer — imprópria. O palavrão não limitará nada. Em alguns dicionários, a definição tem de ser apurada. Por exemplo, no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa, lê-se isto: «Fixação, pelo Estado ou por outra instituição, da quantidade máxima de mercadorias ou bens que pode ser produzida, consumida ou importada; acto ou efeito de contingentar.» Ora, no caso em apreço, não se trata de mercadorias ou bens, mas de serviços.

 

[Texto 7154]

Helder Guégués às 08:02 | comentar | favorito