Contra o AO90

Mais de dois por ano

 

      Na sua crónica no Público, diz hoje Pacheco Pereira que prometeu a si próprio escrever um ou dois artigos por ano contra o Acordo Ortográfico de 1990. Cada um faz o que pode.

      Vamos a um caso prático. Vou adoptar um gato. Naturalmente, não quero ir muito longe buscá-lo. Pesquiso na aplicação da OLX: «gatos adopção». Um tigrado de olhos azuis podia ser o eleito. Depois lembro-me da divisão que quiseram fazer na sociedade portuguesa, amaldiçoo aquela gente toda e escrevo, simulando cuspir para o lado: «gatos adoção». Aparecem oito resultados — nenhum coincidente com a outra pesquisa. Podem objectar-me: «Mas isso é a aplicação que não está bem concebida!» É então esse o problema, a aplicação, não o acordo? Alguém inteligente pode fazer semelhante afirmação?

      Com as décadas que levamos de democracia depois do 25 de Abril, estou convencido de que a imposição do AO90 foi a decisão política mais estúpida, desnecessária e antidemocrática.

 

[Texto 11 644]

Helder Guégués às 17:22 | favorito
Etiquetas: ,