Contracção de pronomes

Mesmo os profissionais

 

      «– Oiça, faça o seguinte – prosseguiu ela –, vá até lá amanhã, o mais cedo que puder, e se houver alguma novidade, comunique-me imediatamente» (Noites Brancas, Fiódor Dostoiévski. Tradução do francês de Maria João Lourenço. Lisboa: Clube do Autor, 2013, p. 94).

    Parece-me que quem escreve tem receio de usar contracções, mesmo quando são obrigatórias, como é o caso. Trata-se da contracção de dois pronomes: me, complemento indirecto, e a, complemento indirecto que substitui a palavra «novidade». Logo, «comunique-ma». O mais grave, aqui, é que o segundo pronome desapareceu.

 

[Texto 5121]

Helder Guégués às 22:49 | favorito
Etiquetas: