Custos extras

A lição que vem de Angola

 

      No Jornal de Angola abundam, superabundam os erros, e nem sei onde foram buscar a arrogância (petrodólares?) para criticar Portugal por ter adoptado o Acordo Ortográfico de 1990, mas até nele alguns jornalistas portugueses podem aprender alguma coisa, como esta, básica: «Um dia depois do Comité Olímpico Internacional (COI) ter publicado uma explicação dos procedimentos relativos ao adiamento dos Jogos Olímpicos de 2020, o Governo japonês veio tecer duras críticas. No documento, Thomas Bach anuncia que Shinzo Abe, Primeiro-Ministro japonês, tinha concordado cobrir os custos extras, algo que foi negado» («Japão contraria versão do COI sobre cobertura de custos extras», Jornal de Angola, 23.04.2020, p. 30).

 

[Texto 13 211]

Helder Guégués às 11:00 | favorito
Etiquetas: ,