D. R. — no Brasil

E pronto, é isto

 

      António (ou devo escrever Antônio?) Fagundes esteve hoje na Prova Oral, na Antena 3. A propósito da comédia Baixa Terapia, que vai estar em cena no Teatro Tivoli no fim do mês, Fagundes estava a falar do enredo e, logo depois de dizer que a terapeuta, ausente da sessão, deixara instruções para os três casais fazerem eles próprios a terapia, mas não deviam interferir na D. R. dos outros casais, perguntou se em Portugal se dizia D. R. Fernando Alvim precipitou-se e respondeu que sim. Não, não se diz. Mais: tive dificuldade – porque a abreviatura só se usa no Brasil – em apurar o que significa ao certo. É a abreviatura de «discussão de relação/relacionamento». Em suma, era preciso um polícia da língua atrás de cada falante. E lá vinha então o dilema: quis custodiet ipsos custodes?

 

[Texto 9941]

Helder Guégués às 20:40 | comentar | favorito