Dar de empréstimo

O caso do colar da rainha

 

 

      «Apesar de Rohan se ter disposto a emprestar dinheiro para pagar a conta do joalheiro, o assunto avançou para tribunal» («Os diamantes não são os melhores amigos das mulheres», Anne Somerset, tradução e adaptação [?] de Cristina Queiroz, «Quociente de Inteligência»/Diário de Notícias, 28.06.2014, p. 12).

      É preciso ler o texto todo para perceber que está errado — ou ler a frase original: «Although Rohan would have been willing to borrow money to settle the jeweller’s bill, the matter was referred to the law courts.» O cardeal não estava disposto a emprestar dinheiro, mas sim a pedir emprestado dinheiro para pagar o colar ao joalheiro da corte, Boehmer. O que é completamente diferente. Temos verbos com dupla significação, já falámos de alguns, mas não é o caso de «emprestar», embora haja quem defenda que, popularmente, tem também o sentido de «tomar de empréstimo».

 

[Texto 4770]

Helder Guégués às 09:45 | favorito
Etiquetas: ,