«De candeias às avessas»

Será boa ideia?

 

      «Os investimentos da empresária angolana em Portugal, agora às avessas com a justiça e com contas congeladas, deram um retorno avultado em dividendos e mais-valias» («Portugal já rendeu perto de 500 milhões a Isabel dos Santos», Ana Brito e Luís Villalobos, Público, 17.02.2020, p. 2).

      Primeiro, confesso, não estranhei; depois, porém, reflecti que amputar desta maneira expressões consagradas pode dar mau resultado. Ou não, pois claro: podem surgir variantes. Dentro de vinte anos falaremos de novo sobre isto.

 

[Texto 12 857]

Helder Guégués às 09:00 | favorito
Etiquetas: ,