Definição: «supercomputador»

Mas que memória?

 

      «O supercomputador Oblivion, com desempenho equivalente à combinação de mais de mil [1200] computadores, vai funcionar em Évora, associado ao projeto do maior radiotelescópio do mundo e disponível também para a comunidade científica e empresas, foi hoje revelado. [...] A máquina “é capaz de processar 239 milhões de milhões de operações por segundo (TFLOPS – ‘Tera Floating Operations per Second’), com “um custo energético muito baixo”, e “vai ser preparada para armazenar 1,5 Petabytes de dados (equivalente a 1,5 milhões de Gigabytes)”, de acordo com o professor [Miguel Avillez, do Departamento de Matemática e coordenador do Grupo de Astrofísica Computacional da Universidade de Évora]» («Évora acolhe supercomputador ligado ao projeto do maior radiotelescópio do mundo», Rádio Renascença, 30.01.2020, 19h00).

      Para a Porto Editora, um supercomputador é um «computador com grande capacidade de memória, capaz de processar rapidamente enormes quantidades de dados, geralmente utilizado para fins de pesquisa científica». Memória... mas que memória, se um computador tem dois tipos de memória? Não, a definição não passa por aí.

 

[Texto 12 750]

Helder Guégués às 08:00 | favorito
Etiquetas: ,