Designação binominal

Talvez nunca tenha visto

 

      «Portugal vai acolher, durante o período de pelo menos um ano, uma plantação de cannabis destinada à produção de medicamentos no Reino Unido. […] A autorização foi concedida ainda em Setembro pelo regulador português no âmbito das suas funções e publicitada através do aviso n.º 10618/2014, em que se explica que o direito ao cultivo e à exploração de cannabis sativa foi dado a uma empresa pelo período de um ano, que pode ser renovável por igual período caso o Infarmed nada diga até 90 dias antes do fim do prazo» («Portugal autoriza plantação de cannabis destinada ao Reino Unido», Romana Borja-Santos, Público, 9.10.2014, p. 12).

      Primeiro, cannabis, e está certo, embora se escrevesse canábis ainda fosse melhor; depois cannabis sativa (e, mais à frente, cannabis sativa L), que está errado. Tome nota, Romana Borja-Santos: na designação binominal, o primeiro nome grafa-se sempre com maiúscula inicial.

 

[Texto 5134]

Helder Guégués às 08:03 | comentar | favorito
Etiquetas: ,