Desta vez, são os Monteiros

Ele sabe

 

      «Entre elas, encontrei algumas [obras] que tratavam da África e da Ásia, onde tinham vivido alguns amigos queridos lá de Casa, entre eles os Monteiros e os Teixeira Lopes, que falavam disso e me deixaram fundas saudades que conservo» («O racismo em Portugal na minha infância, sob o Estado Novo», Pedro Soares Martínez, O Diabo, 7.08.2020, p. 14).

      De quando em quando, é conveniente lembrar isto, apesar de tão elementar. Suponho que não é preciso ser-se catedrático para o ver.

 

[Texto 14 483]

Helder Guégués às 09:00 | favorito
Etiquetas: ,